Políticas Editoriais

Foco e Escopo

Na busca de alinhar o seu conteúdo às demandas da comunidade acadêmica da Área de Administração, além de divulgar textos em forma de artigos e ensaios teóricos originais, a RAEP também prestigia casos para ensino, descrição de boas práticas de ensino e aprendizagem e resenha crítica de livros. O conteúdo dos textos deve contribuir para reflexões de caráter epistemológico e metodológico; para a formação do Administrador, particularmente quanto ao processo que envolve o ensino e a aprendizagem; ou para a gestão acadêmica dos cursos de graduação em Administração. Por ser um veículo de difusão da produção acadêmica internacional, a Administração: Ensino e Pesquisa publica artigos de autores brasileiros e estrangeiros. Os principais temas que a RAEP aceita para publicação são os seguintes:

  1. Epistemologia – Questões epistemológicas na Administração. Questões epistemológicas típicas da produção e difusão científica em Administração. Contribuições epistemológicas para o ensino e a pesquisa em Administração. Interfaces de outras ciências, a exemplo da Antropologia, Educação, História, Psicologia Sociologia, com a Administração. Questões paradigmáticas no campo científico da Administração.
  2. Abordagens, Métodos e Técnicas de Pesquisa – Questões relativas às abordagens quantitativa e qualitativa. Questões relacionadas aos métodos de pesquisa quantitativo e qualitativo. Questões acerca de técnicas de coleta, organização e análise do material empírico. Proposição métodos e técnica de pesquisa. Uso e limitações dos métodos móveis. Influência da utilização de abordagens, métodos e técnicas nos resultados da pesquisa na área. Teoria e métodos na construção de escalas. Teoria e métodos na construção de categorias de análise.
  3. Conduta Ética e Responsável no Ensino e na Pesquisa – Ética no processo de investigação que envolve revisão bibliográfica, coleta de dados qualitativos e quantitativos, análise e interpretação de dados quantitativos e qualitativos. Ética no processo que envolve ensino e aprendizagem na graduação e na pós-graduação, ou seja, planejamento, processo de ensino e aprendizagem, relação professor-estudante, feedback e avaliação da aprendizagem. Fraude acadêmica na pesquisa, no ensino e aprendizagem. Conduta ética na relação entre pesquisadores, grupos de pesquisa, setores produtivos e sociais. Autoria e coautoria. Teoria ética no universo do ensino e da pesquisa acadêmica e tecnológica. Regulação ética da pesquisa por meio de conselhos científicos e tecnológicos, códigos de ética, comitês de ética. Regulação ética do ensino em Administração.
  4. Formação do Professor e do Pesquisador – Definição de professor e estudante. Fundamentos teóricos da formação docente em Administração. Percursos formativos do professor e do pesquisador na pós-graduação stricto sensu. A relação entre ensino e pesquisa na formação de professores. Desenvolvimento de competências do professor e do pesquisador. Processo de orientação acadêmica. Estágio docência. Monitoria pedagógica. Auxiliar de pesquisa. A formação do avaliador de trabalhos acadêmico-científicos.
  5. Formação Acadêmica e Aprendizagem – Teorias contemporâneas da aprendizagem. As responsabilidades de professores e estudantes no processo que envolve ensino e aprendizagem. Estilos de Aprendizagem. Ensino e aprendizagem significativa. Aprendizagem e desenvolvimento de competências na formação acadêmica. Pensamento reflexivo e formação acadêmica em Administração.
  6. Ação Docente e Ambiente de Aprendizagem – Implicações pedagógicas nos processos que envolvem ensino-aprendizagem. Estratégias de ensino e aprendizagem subordinadas às metodologias ativas. Estratégias de ensino orientadas para a aprendizagem – aprendizagem por projeto, aprendizagem baseada em problema, ensino com pesquisa, estudo de caso, entre outras. Relacionamento professor-estudante no processo de ensino e aprendizagem. Feedback e avaliação no processo de aprendizagem. Ambientes físicos e virtuais de aprendizagem. Uso pedagógico das salas invertidas. Tecnologias digitais aplicadas à pesquisa, ao ensino e à aprendizagem em Administração.
  7. Contexto Institucional do Ensino e da Pesquisa: Veículos de comunicação da produção docente e da pesquisa. Redes de cooperação entre docentes, pesquisadores, grupos e instituições. Internacionalização do ensino e da produção científica e tecnológica em Administração. Formação e constituição dos campos institucionais de pesquisa. 
  8. Materiais de Suporte ao Ensino e à Aprendizagem – Reflexão (e uso) sobre estratégias de ensino orientadas pela e para a aprendizagem. Metodologia de elaboração de casos para o ensino. Metodologia de desenvolvimento de games pedagógicos. Processo de produção de novos casos para o ensino, jogos e objetos de aprendizagem. Critérios de avaliação da qualidade de casos para o ensino, jogos, objetos de aprendizagem. Aplicações dos casos para o ensino, jogos e objetos de aprendizagem em ambientes presenciais e virtuais de aprendizagem.
  9. Planejamento Sistêmico, Organização e Avaliação de Cursos e Programas – Gestão acadêmica de instituições, programas e cursos de educação superior. Projetos pedagógicos. Perfil de egresso. Arquitetura curricular. Atividades de interesse curricular e atividades de integração interdisciplinar. Autoavaliação e avaliação do professor. Autoavaliação e avaliação institucional. Sistema de avaliação da graduação e da pós-graduação 

 

Políticas de Seção

Artigos

Artigos científicos inéditos.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Resenhas

Resenha crítica de livros.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Casos de Ensino

Artigos de caráter científico, inéditos e apresentados na forma de casos de ensino para uso em sala de aula.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Perspectivas

Artigos convidados de caráter científico e inédito. Apresenta um tema mais polêmico ou de fronteira para propiciar a discussão na área de Ensino e Pesquisa.

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

A revista Administração: Ensino e Pesquisa adota processo de double-blind review na avaliação dos trabalhos inscritos. Por esta razão, ao submeter um texto ao periódico, o(s) autor(es) não poderá(ão) identificar seu(s) respectivo(s) nome(s) no corpo do texto. Caso isso ocorra, o trabalho será automaticamente desconsiderado. Os dados relativos à autoria do trabalho devem ser registrados na página de submissão do texto.

Os textos submetidos à avaliação devem ser originais e inéditos, tanto em âmbito nacional, quanto internacional. Eles devem adotar o estilo acadêmico, tanto em termos de estrutura, quanto no que se refere à linguagem utilizada e ao conteúdo dos argumentos. Sublinha-se que os textos submetidos à Administração: Ensino e Pesquisa não poderão estar em processo de avaliação em outros veículos de divulgação acadêmica, sejam eles nacionais ou internacionais ou ser fruto do reaproveitamento de artigos publicados em outros periódicos.

Os trabalhos poderão ser submetidos em portuguêsinglês, espanhol e francês.

PROCESSO DE AVALIAÇÃO

Os trabalhos enviados para publicação na Administração: Ensino e Pesquisa são submetidos a um processo de avaliação, objetivando divulgar as melhores contribuições recebidas e avaliadas até o momento da finalização da edição.

O processo de avaliação do trabalho se inicia com uma avaliação do Editor. Nesta oportunidade, será avaliada a adequação do trabalho à política editorial da Revista. O Editor encaminhará os artigos para dois avaliadores, respeitando o double blind review. Nessa ocasião, os avaliadores recebem os critérios que devem ser considerados na avaliação do texto. A Administração: Ensino e Pesquisa conta com um corpo de avaliadores de aproximadamente trezentos acadêmicos. Este grupo é renovado à medida da necessidade e sempre com o intuito de reforçar elevado padrão editorial.

Os avaliadores são orientados a contribuir para o aperfeiçoamento do conteúdo do material avaliado. Portanto, após a avaliação inicial, o compuscrito pode ser “aprovado”, “aprovado mediante ajustes dos autores” ou “dispensado de uma segunda avaliação por parte dos pareceristas”. As contribuições são enviadas para o autor realizar os ajustes sugeridos. Concluídos os ajustes, o autor enviará o trabalho para o Editor, este, por sua vez, encaminhará a segunda versão do texto para os avaliadores realizarem mais uma leitura e avaliação, recomendando ou não o texto para a publicação.

Na existência de discrepância entre os dois avaliadores, o Editor enviará o texto para um terceiro avaliador e fará uma avaliação com base nos três pareceres recebidos, com o objetivo de decidir pela continuidade do artigo no processo de avaliação mediante ajustes dos autores ou por sua eliminação. Após o texto ser recomendado para publicação, a RAEP providencia a revisão ortográfica e estilística profissional antes de o artigo ser publicado.

O Editor rejeitará os trabalhos que não apresentarem condições mínimas ou que não estejam alinhados com a política editorial da revista, sem a necessidade de encaminhar parecer ao autor. Acredita-se que este procedimento contribui com o(s) autor(es) que tiver(em) interesse em submeter o texto a outro periódico acadêmico.

Os critérios considerados no processo de avaliação estão listados a seguir e são aplicados com base na natureza e no tipo do compuscrito. Recomendamos fortemente aos autores que verifiquem se o material a ser submetido atende ao escopo e aos critérios considera-dos pela RAEP e também as Diretrizes para Autores antes de realizar a submissão.

Detalhamento dos critérios balizadores da avaliação dos trabalhos

1. Atualidade e originalidade do trabalho. Relevância das contribuições.

O texto está alinhado à agenda de pesquisa do campo? Contribui para o avanço do conhecimento sobre o tema? Com alguma intensidade, altera a visão que se tem sobre o problema investigado? Contribui para solução de problemas relevantes?

2. Adequação e consistência do referencial teórico

A revisão da literatura foi suficiente para fundamentar a construção de um referencial teórico consistente? Contempla todos os construtos abordados no trabalho?

3. Adequação dos recursos metodológicos mobilizados

Os recursos metodológicos explorados são compatíveis com as exigências do problema investigado? 

4. Adequação do processo de investigação. Qualidade do exercício de descrição, interpretação e análise.

A coleta de dados (qualitativos e/ou quantitativos) foi adequada? Os dados são suficientes? Os dados foram tratados, descritos, interpretados e analisados a luz do referencial teórico escolhido? O exercício argumentativo foi suficientemente aprofundado? O processo de investigação utilizado legitima as conclusões alcançadas?

5. Adequação do título, resumo, introdução e conclusão.

Há coerência entre o título (e subtítulo) e o conteúdo do texto? O resumo reflete com fidelidade a estrutura do texto? As palavras-chave refletem os termos chave da discussão? A introdução familiariza o leitor com o desenvolvimento do texto? Há coerência entre a conclusão e os objetivos declarados? Os resultados alcançados estão suficientemente fundamentados?

6. Aspectos relativos à forma

O texto observa as orientações indicados nas Diretrizes para AutoresO texto respeita as orientações relativas ao formato? Respeita as exigências da escrita acadêmica? Respeita as normas da ABNT no que se refere às citações (NBR10520:2002) e referências  (NBR6023:2002) dos materiais bibliográficos e documentais explorados?

 

Periodicidade

A revista Administração: Ensino e Pesquisa é publicada em frequência quadrimestral (1º de Janeiro / 1º de Maio / 1º de Setembro).

 

Política de Acesso Livre

Enquanto a edição impressa da RAEP é enviada aos associados da ANGRAD, a versão online fica disponível para consulta da comunidade acadêmica nacional e internacional. Desta forma, os responsáveis pelo periódico oferecem acesso livre e imediato ao conteúdo de cada edição, acreditando que disponibilizar gratuitamente a produção técnica e acadêmica ao público mais extenso representa colaborar para a democratização do acesso ao conhecimento.

A revista não cobra os autores para submissão e nem para publicação dos artigos aprovados.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 

Código de Ética

Código de Ética

O código de ética da revista Administração: Ensino e Pesquisa (RAEP) tem por base o Manual de Boas Práticas da ANPAD (ANPAD, 2010), o Código de Conduta e diretrizes para a melhor prática para Editores de Periódicos Científicos do Committee on Publication Ethics (COPE, 2011), bem como práticas consolidadas de editoria científica da área de Administração.

1. Questões relativas à Publicação e Autoria

a. Lista de referências e financiamento

Os autores devem listar e citar apropriadamente, de acordo com as instruções fornecidas em página específica, os trabalhos que serviram de base para o desenvolvimento da pesquisa. Além disso, devem fornecer informações, quando for o caso, sobre as fontes de financiamento da pesquisa, em agradecimento ao final do artigo ou em nota de rodapé no início.

b. Plágio e dados fraudulentos

Os autores devem declarar que os artigos são de sua própria autoria e que o material de terceiros eventualmente usado é referenciado e empregado de modo legítimo. Não será admitido plágio, falsificação ou fabricação de dados. Os editores podem realizar uma verificação de plágio dos artigos antes do envio aos avaliadores ad-hoc e os autores serão contatados caso seja identificada alguma inconsistência.

c. Publicação da mesma pesquisa em mais de um periódico

Os autores devem declarar que os artigos submetidos para avaliação e seu conteúdo essencial são inéditos e não estão em processo de avaliação por outra publicação. Caso o artigo tenha sido publicado em algum evento científico, os autores deverão informar aos editores no campo apropriado no sistema quando da submissão do artigo.

2. Responsabilidades dos Autores

a. Autenticidade dos dados / informações do artigo

Os autores devem assegurar que todos os dados apresentados no artigo são reais e autênticos. Caso os editores e/ou avaliadores ad-hoc identifiquem inconsistências os autores serão contatados para esclarecimentos.

b. Contribuição dos autores

Os autores incluídos no artigo devem ter contribuído significativamente para a elaboração do trabalho. Após aceitação do artigo, será permitida a mudança somente na ordenação dos autores. Não será admitida a inclusão de novos autores após a aceitação do artigo.

c. Correções e retratações

Todos os autores devem fornecer, quando necessário, correções ou retratações de erros cometidos.

d. Aprovação em Comissão de Publicação / Ética em Pesquisa

Os autores devem assegurar que a pesquisa, quando for o caso, tenha passado pela aprovação do órgão pertinente (e.g., Comissão de Ética em Pesquisa). (ANPAD, 2010).

e. Convite para avaliação na RAEP 

Os autores podem ser convidados para serem avaliadores no processo de revisão por pares do periódico. Caso os autores sejam bem-sucedidos na publicação de um artigo na RAEP, podem ser chamados para avaliar um artigo para a revista (ANPAD, 2010). Caso os autores sejam acionados para atuar neste papel, devem fazê-lo com dedicação, presteza e seriedade científica, contribuindo para a melhoria do artigo.

3. Quanto ao processo de Revisão por pares e das Responsabilidades dos Revisores

a. Quanto aos Avaliadores e suas Responsabilidades

  • Os avaliadores devem recusar-se a fazer avaliações para as quais não se sintam qualificados. Apenas concordar em avaliar manuscritos caso:
    • possuam o conhecimento da matéria para realizar uma revisão adequada
    • possam avaliar em tempo hábil
      • Cumprir a data de devolução assim acordada é uma questão de ética, respeito e responsabilidade da função de revisor (ANPAD, 2010)”.
  • Os avaliadores não devem ter conflito de interesse com a pesquisa, os autores e / ou os financiadores da pesquisa que está sendo avaliada.
  • Os avaliadores devem declarar potenciais conflitos de interesse (pessoais, financeiros, intelectuais, profissionais, políticos ou religiosos) para que a equipe editorial da RAEP possa alinhar melhor as avaliações.
  • Sendo o processo de avaliação duplo cego, os avaliadores devem informar o editor caso a identidade do autor lhes seja conhecida.
  • Os avaliadores não devem usar ou se apropriar indevidamente dos conhecimentos adquiridos durante o processo de avaliação dos artigos.
  • Os artigos avaliados devem ser tratados de forma confidencial. Os revisores devem respeitar a confidencialidade da revisão por pares e não revelar quaisquer detalhes de um manuscrito ou de sua revisão, durante ou após o processo de avaliação (COPE, 2011).

 b. Quanto às avaliações

  • Devem ser objetivas e construtivas, abstendo-se de hostilidades e evitando fazer comentários pessoais difamatórios ou depreciativos (COPE, 2011).
  • O avaliador deve assinalar as falhas que podem ser corrigidas indicando o que deve ser feito para tanto. “O revisor deve, sempre, avaliar o custo-benefício de cada mudança solicitada em termos da efetiva melhoria na qualidade do manuscrito” (ANPAD, 2010).
  • Os avaliadores devem sugerir referências de trabalhos relevantes que não foram citados, sempre que cientificamente pertinente para o artigo e/ou sua reformulação.
  • Os avaliadores devem buscar indicar todas as alterações passíveis na primeira revisão do artigo, evitando novas recomendações quando do retorno do artigo reformulado.

4. Responsabilidades Editoriais

a. Compromisso dos editores e da equipe editorial da RAEP

Os editores da RAEP se comprometem a, sempre que possível (Baseado em COPE, 2011):

  • atender às necessidades dos leitores e autores;
  • melhorar constantemente o periódico;
  • garantir a qualidade do material publicado;
  • defender a liberdade de expressão;
  • manter a integridade do registro acadêmico;
  • impedir que necessidades empresariais, governamentais ou da sociedade civil comprometam os padrões intelectuais;
  • publicar correções, esclarecimentos, retratações e desculpas quando necessário.

Os editores se empenharão para manter a qualidade e a relevância da publicação, o que inclui assegurar que a avaliação dos artigos submetidos seja objetiva, justa e realizada de acordo com as normas e os padrões da pesquisa científica da área de Administração. Os editores, através da seleção de avaliadores, procurarão promover uma avaliação competente e imparcial dos artigos. Os editores buscarão revisores que não sejam pertencentes à mesma instituição dos autores do artigo e nem sejam coautores habituais destes. Também buscarão encaminhar as submissões a revisores com qualificação compatível com o trabalho a ser avaliado (ANPAD, 2010).

b. Responsabilidade dos editores na aprovação e rejeição de artigos 

Os editores da RAEP têm total responsabilidade e autoridade para rejeitar / aceitar um artigo submetido à revista. A decisão final de aceitação ou rejeição dos artigos é dos editores, considerando a qualidade, a originalidade, a relevância e a aderência deles à linha editorial da revista. Esta decisão pode, eventualmente, contrariar as recomendações apontadas pelos avaliadores, desde que devidamente justificada. “O editor não é refém dos pareceres e opiniões que lhe chegam, mas, caso tenha de contrariá-los, deve agir com ética e discernimento muito claro” (ANPAD, 2010).

c. Conflito de interesse

O editor não deve ter conflito de interesse com relação aos artigos que rejeita / aceita. Caso identifique algum conflito de interesse, o editor passará a responsabilidade de decisão para um dos membros do comitê editorial, desde que este também não tenha conflito de interesse.

d. Correções   

Os editores devem publicar correções no menor tempo possível quando encontrarem algum erro na publicação.

e. Anonimato

Os editores devem preservar o anonimato dos avaliadores. Deve ser assegurado por todos os envolvidos no processo de avaliação o tratamento confidencial dos manuscritos submetidos.

Os editores não devem usar ou se apropriar indevidamente dos conhecimentos adquiridos durante o processo de avaliação dos artigos.

5. Questões de Ética na Publicação

a. Monitoramento / salvaguarda da ética da publicação pelo Conselho Editorial

O Conselho Editorial da RAEP é responsável por monitorar o cumprimento do presente código de ética. Além disso, deve estar atento a mudanças nos padrões de editoria científica da área de Administração.

b. Diretrizes para retratação de artigos (Baseado em COPE, 2011)

Os editores da podem considerar efetuar a retratação de um artigo se:

  • houver claras evidências de que os resultados não são confiáveis, seja por resultado de má conduta (e.g., fabricação de dados) ou por um erro honesto (e.g., erro de cálculo ou erro experimental);
  • as conclusões foram publicadas anteriormente em outro lugar sem referência adequada, permissão ou justificativa (i.e., casos de publicação redundante);
  • constituir plágio;
  • relatar pesquisa antiética.

Os avisos de retração deverão mencionar os motivos e as bases para a retração (para distinguir os casos de má conduta daqueles de erro honesto) e também devem especificar quem está retratando o artigo. Eles deverão ser publicados em todas as versões da revista (impressa e eletrônica) e deverão incluir o titulo do artigo e seus respectivos autores.

c. Manutenção da integridade do registro acadêmico (Baseado em COPE, 2011)

Ao reconhecer a publicação de alguma declaração enganosa ou relato distorcido, deve-se corrigi-lo prontamente e dar-lhe o devido destaque na revista. Se após uma investigação apropriada, prova-se que um item é fraudulento, este deve ser retratado. A retratação deve estar claramente identificável para leitores e sistemas de indexação.

Referências

ANPAD. Manual ANPAD de Boas Práticas da Publicação Científica. Rio de Janeiro: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, 2010. disponível em http://www.anpad.org.br/diversos/boas_praticas.pdf

COPE. Code of Conduct and Best Practice Guidelines for Journal Editors. COPE Committee on Publication Ethics, 2011. disponível em http://publicationethics.org/files/Code_of_conduct_for_journal_editors_1.pdf

 

Estatísticas do processo editorial

Estatísticas - Janeiro a Dezembro de 2017

Atualizado em Julho de 2018

Descrição

Quantidade

%

Fora do escopo da revista

143

45%

Dispensados após peer review

154

49%

Em processo de avaliação

0

0%

Publicados*

18

6%

Total de submissões

315

 

* Edições: volume 18 (números 2 e 3) e volume 19 (número 1)

Tempo médio do Desk Review: 2 semanas

Tempo médio do Peer Review: 3 meses

Tempo médio entre submissão e publicação: 6 meses

Taxa de aceitação: 6%

 

Avaliadores Ad Hoc 2017

TitulaçãoAvaliadorIESEstado
Profa. Dra.Adelaide Maria Coelho BaetaUNIFEMMMG
Profa. Dra.Adriana Cristina Ferreira CaldanaUSP-RPSP
Profa. Dra.Adriane VieiraUFMGMG
Prof. Dr.Adriano Maniçoba da SilvaIFSPSP
Prof. Dr.Almir Martins VieiraUMESPSP
Profa. Dra.Amélia SilveiraFURBSC
Profa. Dra.Ana Carolina Peixoto MedeirosIFPEPE
Profa. Dra.Ana Maria Romano CarrãoUNIMEPSP
Prof. Dr.André Gustavo Carvalho MachadoUFPBPB
Prof. Dr.André Luiz FischerUSPSP
Prof. Dr.André Luiz Maranhão de Souza LeãoUFPEPE
Prof. Dr.Anielson Barbosa da SilvaUFPBPB
Profa. Dra.Anne Pinheiro LealFURGRS
Profa. Dra.Arilda Schmidt GodoyUPMSP
Prof. Dr.Aurio Lucio LeocadioUFPRPR
Prof. Dr.Carlos Alberto GonçalvesUFMGMG
Prof. Dr.Carlos Eduardo Franco AzevedoESGRJ
Prof. Dr.Carlos Heitor CampaniUFRJRJ
Prof. Dr.Carlos Nabil GhobrilTrevisanSP
Prof. Dr.Carlos Osmar BerteroFGV/EAESPSP
Profa. Dra.Carolina Machado Saraiva de Albuquerque MaranhãoUNAMG
Profa. Dra.Catarina Cecilia OdeliusUnBDF
Prof. Dr.César Augusto Tureta de MoraisFUCAPEES
Prof. Dr.Charles KirschbaumINSPERSP
Profa. Dra.Christiane Kleinübing GodoiUNIVALISC
Profa. Dra.Cibele Barsalini MartinsUFSCSC
Profa. Dra.Cintia Rodrigues de Oliveira MedeirosUFUMG
Profa. Dra.Cláudia Buhamra Abreu RomeroUFCCE
Prof. Dr.Cláudio Antônio TordinoPUCSP
Prof. Dr.Claudio de Souza MirandaUSP-RPSP
Profa. Dra.Cleide Aparecida Carvalho RodriguesUFGGO
Profa. Dra.Cléria Donizete da Silva LourençoUFLAMG
Prof. Dr.Cleverson Renan da CunhaUFPRPR
Profa. Dra.Cora Franklina do Carmo FurtadoUECECE
Prof. Dr.Cristiano Henrique Antonelli da VeigaUFSMRS
Profa. Dra.Dagmar Silva Pinto de CastroUMESPSP
Profa. Dra.Daielly Melina Nassif MantovaniFMUSP
Prof. Dr.Denis DonaireUSCSSP
Profa. Dra.Denise Barros de AzevedoUFMSMS
Prof. Dr.Derly Jardim do AmaralUPMSP
Prof. Dr.Diógenes de Souza BidoUPMSP
Prof. Dr.Edenis Cesar de OliveiraUFSCARSP
Profa. Dra.Edimara Mezzomo LucianoPUCRS
Prof. Dr.Edson Sadao IizukaFEISP
Prof. Dr.Eduardo Ribeiro RodriguesIFSPSP
Profa. Dra.Edvalda Araujo LealUFUMG
Prof. Dr.Elcio Gustavo BeniniUFMSMS
Profa. Dra.Elisabete Adami Pereira dos SantosPUCSP
Prof. Dr.Eric CohenUNICAMPSP
Profa. Dra.Ester Eliane JeunonFPLMG
Prof. Ms.Fabrício César BastosPUCSP
Profa. Dra.Fátima Bayma de OliveiraFGV/EBAPERJ
Profa. Dra.Fátima Regina Ney MatosUFORCE
Profa. Dra.Fernanda Roda de Souza Araújo CassundéUNIVASFPE
Prof. Dr.Francis Kanashiro MeneghettiUPPR
Prof. Dr.Francisco BaccarinUNIMEPSP
Prof. Dr.Gilberto de Andrade MartinsUSPSP
Prof. Ms.Glauco GomesUFMGMG
Prof. Dr.Guilherme Mirage UmedaESPMSP
Prof. Dr.Guilherme Muniz Pereira Chaves UriasUNESPSP
Prof. Dr.Henrique César Melo RibeiroUNINOVESP
Prof. Dr.Henrique Geraldo RodriguesUFUMG
Prof. Dr.Hong Yuh ChingFEISP
Profa. Dra.Irene Kazumi MiuraUSP-RPSP
Profa. Dra.Isabel Cristina dos SantosUSCSSP
Prof. Dr.Jader Cristino Souza-SilvaUNEBBA
Prof. Dr.Jairo Alano de BittencourtUCBDF
Profa. Ms.Jammilly BrandãoUFPBPB
Profa. Dra.Janaina MackeIMED Business SchoolRS
Prof. Dr.Janduhy Camilo PassosUFUMG
Profa. Dra.Janette Brunstein GorodscyUPMSP
Prof. Dr.João Felipe Rammelt SauerbronnUNIGRANRIORJ
Prof. Dr.João Pereira de Castilho FilhoUFPRPR
Prof. Dr.Joni AmorimUNICAMPSP
Prof. Dr.Jose Carlos BarbieriFGV/EAESPSP
Prof. Dr.José da Cunha TavaresFEISP
Prof. Dr.José Dutra de Oliveira NetoUSP-RPSP
Prof. Dr.José Eduardo Pécora JuniorUFPRPR
Prof. Dr.José Osvaldo de SordiFACCAMPSP
Prof. Dr.José Paulo de SouzaUEMPR
Profa. Dra.Josiane Silva de OliveiraUFGGO
Prof. Dr.Josué Alexandre SanderUFPRPR
Profa. Dra.Jucélia AppioUNIOESTEPR
Profa. Dra.Karina De Déa RoglioUFPRPR
Profa. Dra.Kely César Martins de PaivaUFMGMG
Prof. Dr.Leandro Costa SchmitzUNOESCSC
Profa. Dra.Lenir Basso ZanonUNIJUÍRS
Prof. Dr.Leonardo EnsslinUFSCSC
Prof. Dr.Leonel Gois Lima OliveiraUniChristusCE
Profa. Dra.Liliam Deisy GhizoniUFTTO
Profa. Dra.Lilian Aparecida Pasquini MiguelUPMSP
Profa. Dra.Lílian Caporlíngua GiestaUFERSARN
Profa. Dra.Lilian Soares Outtes WanderleyUFPEPE
Profa. Dra.Liliane CanopfUFTPRPR
Profa. Ms.Luciana Aparecida Silva de AzeredoFUNVICSP
Profa. Dra.Luciana Pucci SantosUFRRJRJ
Prof. Dr.Luis Carlos ZucattoUFMSMS
Prof. Dr.Luiz Claudio Vieira de OliveiraFUMECMG
Prof. Dr.Luiz Ojima SakudaFEISP
Profa. Dra.Manoela Ziebell de OliveiraPUCRS
Profa. Dra.Manolita Correia LimaESPMSP
Prof. Dr.Marco Antonio Pinheiro SilveiraUSCSSP
Profa. Dra.Maria Campos LageUPMSP
Profa. Dra.Maria Fernanda Macedo Rios CavalcantiFGV/EAESPSP
Profa. Dra.Maria José Carvalho de Souza DominguesFURBSC
Profa. Dra.Maria Luisa Mendes TeixeiraUPMSP
Profa. Dra.Mariane Lemos LourençoUFPRPR
Profa. Dra.Mariluce Paes de SouzaUNIRRO
Profa. Dra.Marlene Catarina de Oliveira Lopes MeloFNHMG
Prof. Dr.Mauricio Henrique BenedettiUPMSP
Profa. Dra.Milka Alves Correia BarbosaUFPEPE
Prof. Dr.Milton Luiz WittmannUFSMRS
Profa. Ms.Míriam de Castro PossasUFUMG
Prof. Dr.Murilo Alvarenga OliveiraUFFRJ
Prof. Dr.Nério AmboniUDESCSC
Profa. Dra.Patricia Alejandra BeharUFRGSRS
Profa. Ms.Patrícia Bock BandeiraPUCRS
Prof. Dr.Paulo Henrique TrentinFEISP
Prof. Dr.Pedro Jaime de Coelho JúniorESPMSP
Prof. Dr.Pedro José Steiner NetoUFPRPR
Prof. Dr.Pedro Marcos Roma de CastroUSPSP
Prof. Dr.Pelayo Munhoz OleaUCSRS
Prof. Dr.Pierre OhayonUFRJRJ
Prof. Dr.Rafael Alcadipani da SilveiraFGV/EAESPSP
Prof. Dr.Rafael Kuramoto GonzalezIFPRPR
Prof. Ms.Rafael Silva GuerreiroUFUMG
Profa. Dra.Raquel da Silva PereiraUSCSSP
Profa. Dra.Renata Céli Moreira da SilvaPUCRJ
Prof. Dr.Ricardo Goulart SerraUSPSP
Profa. Dra.Rita Buzzi RauschFURBSC
Profa. Dra.Roberta Dias CamposUFRJRJ
Prof. Dr.Roberto Borges KerrUPMSP
Prof. Dr.Roberto PatrusPUCMG
Prof. Dr.Roberto Portes RibeiroUFSMRS
Profa. Dra.Rosália Aldraci Barbosa LavardaFURBSC
Profa. Dra.Rosamaria Cox Moura-LeiteUFMSMS
Profa. Dra.Sandra Regina da Rocha-PintoPUCRJ
Prof. Dr.Sergio BulgacovUFPRPR
Prof. Dr.Sergio Hage FialhoUNIFACSBA
Prof. Dr.Sidnei Vieira MarinhoUNIVALISC
Profa. Dra.Silvana Anita WalterUNIOESTEPR
Profa. Dra.Silvania da Silva OnçaUNIFESSPAPA
Profa. Dra.Simone Costa NunesPUCMG
Profa. Dra.Simone Ghisi FeuerschütteUDESCSC
Prof. Dr.Thales Batista de LimaUFPBPB
Prof. Dr.Thiago CostaUFVMG
Prof. Dr.Tomás de Aquino GuimarãesUnBDF
Prof. Dr.Valdir Machado Valadão JúniorUFUMG
Profa. Dra.Vânia Maria Jorge NassifUPMSP
Prof. Dr.Victor Manoel Cunha de AlmeidaUFRJRJ
Profa. Dra.Yákara Vasconcelos Pereira LeiteUFERSARN
Profa. Dra.Zélia Miranda KilimnikFUMECMG

 

Fluxograma do Processo Editorial



Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia