Experiência Emocional na Educação Empreendedora: Emoção como Dinâmica de Aprendizagem

Gracyanne Freire de Araujo, Eduardo Paes Barreto Davel

Resumo


Poucas pesquisas propõem um tipo de educação empreendedora baseada na experiência, apesar de grande parte das pesquisas alegarem que a experiência é fundamental na formação do empreendedorismo. Se a experiência torna-se o eixo da educação, não podemos pensar a experiência sem emoção. A relação entre emoção e educação empreendedora com base na experiência precisa ser melhor compreendida. O objetivo deste artigo é desenvolver conhecimento sobre essa relação, com base no conceito de dinâmica emocional e no estudo empírico de práticas educacionais, junto aos estudantes do curso de graduação em administração em uma universidade brasileira. A partir da análise de informações provenientes de
fontes diversas (observação sistemática, documentos, entrevistas e fotos), a dinâmica emocional que sustenta a educação empreendedora é descrita, categorizada e discutida. Os resultados da pesquisa contribuem para aperfeiçoar o arcabouço teórico dos estudos sobre educação empreendedora, além de oferecer uma reflexão sobre como as emoções são fundamentais para compreender o processo de ser empreendedor.


Palavras-chave


Educação Empreendedora; Emoção; Dinâmica Emocional; Experiência; Aprendizagem

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.13058/raep.2020.v21n2.1676

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Direitos autorais 2020 Associação Nacional dos Cursos de Graduação em Administração (ANGRAD)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Administração: Ensino e Pesquisa (RAEP). ISSN (Eletrônico): 2358-0917 | ISSN (Impresso): 2177-6083 (publicação impressa encerrada em 2017). A RAEP é uma publicação da Associação Nacional dos Cursos de Graduação em Administração (ANGRAD).

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia