INTERDISCIPLINARIDADE NO ENSINO EM ADMINISTRAÇÃO: VISÃO DE ESPECIALISTAS E COORDENADORES DE CURSOS DE GRADUAÇÃO

Luciana Oranges Cezarino, Hamilton Luiz Corrêa

Resumo


Cursos de graduação em administração estão inseridos em contextos turbulentos e apresentam dificuldades em gerir recursos e competências de diferentes naturezas. Uma das questões mais enfáticas é a capacidade de aperfeiçoar a formação do estudante para os desafios da profissão de gestão. Sintomas como dissociação entre teoria e prática, falta de sequência lógica de conteúdo, excesso de aulas expositivas e incapacidade para desenvolver no aluno as habilidades demandadas pelo mercado são sempre lembrados nas críticas ao trabalho realizado por eles. Por sua vez, a interdisciplinaridade, tratada como promoção controlada de relações entre diferentes conteúdos disciplinar, hoje considerada mais processo que produto (fazenda, 1991; 2006), visa desenvolver o pensamento complexo capaz de entender a realidade sistêmica, relacionando elementos presentes em diferentes áreas. Por meio das práticas interdisciplinares, o ensino em Administração poderia superar os problemas de formação apresentados, ou ao menos, reduzi-los. Dessa forma, este trabalho tem como objetivo apresentar a visão de especialistas, membros de grupos de pesquisa em interdisciplinaridade, e coordenadores de cursos de administração por meio de entrevistas pessoais e método Delphi com formulário preenchido online. Como resultados, foi possível afirmar que os especialistas não distinguem a interdisciplinaridade aplicada em diferentes contextos da aplicada no ensino em administração; e que, os coordenadores de cursos apoiam a ideia, mas têm dificuldades estruturais e organizacionais de realiza-las. Por fim, o ensino em administração na visão de ambos carece de maior interdisciplinaridade, mas para que isso mude seria necessária uma reforma na estrutura das matrizes curriculares dos cursos, como também empreendimento dos professores com maior foco à graduação em detrimento da pós-graduação além de uma inflexão dos métodos didáticos utilizados em sala de aula, tornando-os mais centrados no aluno do que intensos na figura do professor, eliminando o excesso de aulas expositivas. Iniciativas que proporcionem o pensamento sistêmico sejam na extensão ou em casos de estudo podem fortalecer a interdisciplinaridade no ensino em administração.

Palavras-chave


Ensino em Administração; interdisciplinaridade; escolas de negócios; método Delphi

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13058/raep.2015.v16n4.384

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Direitos autorais 2015 Associação Nacional dos Cursos de Graduação em Administração (ANGRAD)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Administração: Ensino e Pesquisa (RAEP). ISSN (Eletrônico): 2358-0917 | ISSN (Impresso): 2177-6083 (publicação impressa encerrada em 2017). A RAEP é uma publicação da Associação Nacional dos Cursos de Graduação em Administração (ANGRAD).

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia