ESTILOS DE APRENDIZAGEM NA GRADUAÇÃO E PÓSGRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO

Luciano Munck, Mariana Musetti Munck

Resumo


O presente artigo tem como objetivo analisar, de forma exploratória a relação entre estilo individual de aprendizagem e os processos de aprendizagem nas organizações. Esta questão é bastante discutida teoricamente, mas pouco focalizada em estudos científicos e em práticas
pedagógicas. Os métodos utilizados envolveram o levantamento teórico sobre o tema, dados secundários da pesquisa de Munck e Belomo (2001), realizada com estudantes do curso de Administração da Universidade Estadual de Londrina (UEL) e, por fim, um estudo empírico com uma amostra de 103 estudantes de Pós-Graduação Lato Sensu. Os dados obtidos sinalizam a relevância da identificação dos perfis individuais de aprendizagem, pois norteiam e são norteados pelos processos de aprendizagem nas organizações. Contudo a pesquisa ressalta a prevalência da aprendizagem operacional, voltada para o aprendizado de rotinas estabelecidas em relação ao aprendizado conceitual, capaz de questionar padrões aceitos e provocar inovações.


Palavras-chave


aprendizagem individual, processos de aprendizagem, formação.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Direitos autorais 2009 Associação Nacional dos Cursos de Graduação em Administração (ANGRAD)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Administração: Ensino e Pesquisa (RAEP). ISSN (Eletrônico): 2358-0917 | ISSN (Impresso): 2177-6083 (publicação impressa encerrada em 2017). A RAEP é uma publicação da Associação Nacional dos Cursos de Graduação em Administração (ANGRAD).

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia