Proposta de Validação para Instrumentos de Pesquisa Qualitativa (Vali-Quali)

Publicado
2022-06-09

Resumo

Por meio da dinâmica “entra lixo, sai lixo”, assume-se que um protocolo de ferramentas de pesquisa confiáveis ​​é um componente chave para a obtenção de dados de alta qualidade. A falta de transparência, a inconsistência metodológica e a ausência de critérios de validade nos estudos qualitativos apontam para uma lacuna a ser superada. O objetivo do artigo é propor uma nova diretriz para a validação de pesquisas qualitativas: Validação de Instrumentos de Pesquisa Qualitativa (Vali-Quali), que podem ser aplicados em entrevistas estruturadas, entrevistas semiestruturadas e roteiros de questões para grupos focais. A proposta compreende duas dimensões, conteúdo e semântica com quatro atributos: alinhamento com os objetivos, aderência aos construtos, clareza na linguagem e expectativa qualitativa. Entre o rigor e a flexibilidade, seis etapas são traçadas: desenho do roteiro inicial, validação por juízes, visão geral dos resultados, pré-teste, roteiro validado e roteiro teórico-empírico. Este artigo propõe que o processo de validação vai além do método em si, e estimula o pesquisador a refletir, exercer sua autonomia e apoiar suas escolhas com o rigor acadêmico que toda pesquisa científica deve apresentar.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Torlig, E., Resende Junior, P., Fujihara, R., Demo, G., & Montezano, L. . (2022). Proposta de Validação para Instrumentos de Pesquisa Qualitativa (Vali-Quali). Administração: Ensino E Pesquisa, 23(1). https://doi.org/10.13058/raep.2022.v23n1.2022