ANÁLISE DE CONTEÚDO, ANÁLISE DO DISCURSO E ANÁLISE DE CONVERSAÇÃO: ESTUDO PRELIMINAR SOBRE DIFERENÇAS CONCEITUAIS E TEÓRICO-METODOLÓGICAS

Anderson Tiago Peixoto Gonçalves

Resumo


Este ensaio teórico tem como objetivo refletir sobre três modelos de interpretação de textos utilizados na pesquisa qualitativa, muitas vezes, confundidos em seus conceitos e suas metodologias: Análise de Conteúdo, Análise do Discurso e Análise de Conversação. Após a apresentação dos seus conceitos, propõe-se discutir, preliminarmente, acerca das diferenças teórico-metodológicas perceptíveis entre eles. Foi realizada uma pesquisa bibliográfica para subsidiar a discussão conceitual e teórico-metodológica. Verificou-se que os modelos revelam diferenças relacionadas ao tipo de estratégia utilizada no tratamento dos textos, ao tipo de abordagem e à postura teórica em que se enquadram.


Palavras-chave


Pesquisa qualitativa; Modelos de interpretação de textos; Análise de conteúdo; Análise do discurso; Análise de conversação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13058/raep.2016.v17n2.323

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Direitos autorais 2016 Associação Nacional dos Cursos de Graduação em Administração (ANGRAD)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Administração: Ensino e Pesquisa (RAEP). ISSN (Eletrônico): 2358-0917 | ISSN (Impresso): 2177-6083 (publicação impressa encerrada em 2017). A RAEP é uma publicação da Associação Nacional dos Cursos de Graduação em Administração (ANGRAD).

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia