AS INCUBADORAS COMO AMBIENTES DE APRENDIZAGEM DO EMPREENDEDORISMO

Nathalia Fiala, Tales Andreassi

Resumo


Este trabalho tem como objetivo analisar as contribuições das incubadoras de negócios como agentes estimuladores da aprendizagem do empreendedorismo, por meio de um estudo qualitativo exploratório, conduzido por meio de entrevistas com estudantes de Administração que trabalhavam em incubadoras catarinenses. Como principais resultados, observou-se que o aprendizado prático do empreendedorismo adquirido no dia-a-dia da incubadora é bastante valorizado pelos estudantes, sendo essa aprendizagem fortemente baseada na troca de experiências e informações entre estudantes e empresas incubadas, encorajada pela flexibilidade, diversidade e autonomia no trabalho. O estudo reforça também a necessidade da busca de novas metodologias e ferramentas de ensino do empreendedorismo, que proporcionem um aprendizado mais efetivo e prático, e apresenta as incubadoras como um ambiente potencial ainda pouco explorado para esse fim.


Palavras-chave


empreendedorismo; incubadora

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13058/raep.2013.v14n4.51

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM




Direitos autorais 2013 Associação Nacional dos Cursos de Graduação em Administração (ANGRAD)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Administração: Ensino e Pesquisa (RAEP). ISSN (Eletrônico): 2358-0917 | ISSN (Impresso): 2177-6083 (publicação impressa encerrada em 2017). A RAEP é uma publicação da Associação Nacional dos Cursos de Graduação em Administração (ANGRAD).

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia